A Apple expande os laboratórios de teste Vision Pro para a cidade de Nova York e Sydney

A Apple expande os laboratórios de teste do Vision Pro para as cidades de Nova York e Sydney

A Apple anunciou hoje que está expandindo seus laboratórios de desenvolvimento Vision Pro para a cidade de Nova York, nos Estados Unidos, e Sydney, na Austrália, para oferecer aos desenvolvedores locais novos locais onde o novo headset pode ser testado com seus aplicativos.

Apple Vision Pro com bateria laranjaOs laboratórios de desenvolvimento Vision Pro foram lançados pela primeira vez em agosto, dando aos desenvolvedores a chance de experimentar os headsets Vision Pro para aprimorar os aplicativos do visionOS antes do lançamento do dispositivo no próximo ano.

Os primeiros laboratórios de desenvolvimento Vision Pro eram limitados a Cupertino, Londres, Munique, Xangai, Cingapura e Tóquio, o que significa que alguns desenvolvedores precisavam viajar longas distâncias se quisessem experimentar o Vision Pro pessoalmente. A Apple foi criticada por oferecer apenas um local de teste do Vision Pro nos Estados Unidos, por exemplo, já que as pessoas da costa leste eram obrigadas a viajar até Cupertino.

Com um novo laboratório de desenvolvimento Vision Pro em Nova York, desenvolvedores da costa leste dos Estados Unidos não precisarão viajar tão longe e o mesmo vale para desenvolvedores na Austrália. Qualquer desenvolvedor pode se inscrever para participar de um laboratório Vision Pro, mas a Apple não está reembolsando as despesas de viagem.

Nos laboratórios de desenvolvimento Vision Pro, os desenvolvedores têm a oportunidade de experimentar o headset Vision Pro e contar com a ajuda de engenheiros da Apple. Os laboratórios oferecem oportunidades para testes e otimização de aplicativos do visionOS.

A Apple também enviou kits de desenvolvimento Vision Pro para alguns desenvolvedores, porém, eles estão disponíveis em quantidades limitadas e a Apple está priorizando os aplicativos que melhor aproveitam os recursos e capacidades do Vision Pro.

Os desenvolvedores ainda têm vários meses para trabalhar em aplicativos do visionOS antes do lançamento do headset, que está previsto para o início de 2024 nos Estados Unidos.